cortinas 3.jpg
20211003_München01-Encontro Inernacional de Danças 2021__2.JPG

Danças populares
(re) uniram Alemanha, Itália e Brasil

Em 03 de outubro de 2021, o Encontro Internacional de Danças, no formato semipresencial, interligou 20 municípios em três países, juntando mais de 600 amantes do folclore!

Böhmerwäld Sing- und Volkstanzgruppe München - Munique Alemanha.

Danças populares (re) uniram Alemanha, Itália e Brasil

 

Por Denis Gerson Simões (Munique) e Tania Padilha (São Paulo)

 

O Encontro Internacional de Danças, no formato semipresencial, interligou 20 municípios em três países, juntando mais de 600 amantes do folclore.

 

No dia 03 de outubro, domingo, feriado na Alemanha em função da data da Reunificação Alemã, a data maior do País, aconteceu o Encontro Internacional de Danças, das Internationale Tanztreffen ou Raduno internazionali di Danza.

 

O evento uniu mais de 30 entidades ligadas às culturas alemã e italiana, estas localizadas em três países: Brasil, Alemanha e Itália. A atividade ocorreu de modo semipresencial, com grupos interagindo ao vivo pela plataforma Zoom. O conteúdo editado foi transmitido simultaneamente pelo Facebook e Youtube.

 

Diferente de um Baile Virtual, onde uma pessoa está em casa e participa com outros indivíduos na mesma situação, um Encontro Semipresencial conecta grupos. Como já se está em um período de afrouxamento das regras para combate ao Covid-19, houve a oportunidade de agrupar digitalmente entidades, promovendo uma grande integração através da dança.

 

Inscreveram-se mais de 650 pessoas, distribuídas em mais de 20 polos: Blumenau-SC, Brasília-DF, Curitiba-PR (2x), Domingos Martins-ES, Frederico Westphalen-RS, Igrejinha-RS, Juiz de Fora-MG, Montebelluna-TV, München-BY, Não Me Toque-RS, Nova Santa Rosa-PR, Petrópolis-RJ, Possagno-TV, Santa Maria-RS, São Bento do Sul-SC, São Paulo-SP, Teutônia-RS, Timbó-SC e Venda Nova do Imigrante-ES.

 

Nesta edição de 2021 do Encontro Internacional de Danças, o 1º neste formato semipresencial, houve dificuldades técnicas que precisaram ser superadas, como instabilidade nas conexões de internet, escolha de plataformas adequadas, seleção de equipamentos pertinentes em todos os pontos de dança, entre outros transtornos tecnológicos. A própria cedência de espaços habilitados para o evento, seguindo as normas sanitárias de cada município, foi um desafio para cada entidade participante. No final o resultado mostrou que se pode chegar cada vez mais longe, mesmo com muitos limitantes.

 

O município de Igrejinha, no Rio Grande de Sul, sediou o evento nesta primeira edição. A Secretaria de Cultura e a Fundação Cultural fizeram toda a articulação técnica, tendo como parceiros os grupos de danças Kirchleinburg e Wiedergeburt. A apresentação do evento ficou ao encargo de Juliano Müller, Luciana Petry e a divertida Herta Klein, personagem do ator Carlos Alberto Klein. O palco ocorreu direto da Rua Coberta de Igrejinha, junto à Praça Dona Luíza.

 

Este foi um primeiro passo na retomada de um “novo normal” da sociedade global, principalmente no âmbito da cultura. Junto com uma grande integração de pessoas e entidades ocorreu também um aprendizado: como usar novas tecnologias para manter vivas antigas tradições de música e dança. Somado a isso, conectou-se o “Velho” e o “Novo” mundo.

 

O que esperar de um segundo Internationales Tanztreffen em 2022? Não há como saber; contudo, se espera que se tenha muito mais calor humano somado a novos contatos virtuais. Então, até 2022!

 

Acompanhe o Internationales Tanztreffen 2021 no facebook

https://www.facebook.com/BoletimDerHut

 

No YouTube:

https://www.youtube.com/watch?v=Ik72Hd5gGx8&t=48s

 

Veja periodicamente informações de danças e música no:

www.culturaalema.com.br/tanz